Hipnoterapia & Depressão

19/01/2018

Quando existe sol do lado de fora e, do lado de dentro, é sempre inverno...


Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), até 2020, a depressão será a segunda causa de morte mundial por doença, ficando apenas atrás das doenças cardíacas.

A depressão é um transtorno mental comum, caracterizado por tristeza persistente e uma perda de interesse por atividades que as pessoas normalmente gostam, acompanhadas por uma incapacidade de realizar atividades diárias por 14 dias ou mais. Além disso, as pessoas com depressão normalmente apresentam vários dos seguintes sintomas: perda de energia; alterações no apetite; dormir mais ou menos do que se está acostumado; ansiedade; concentração reduzida; indecisão; inquietação; sentimentos de inutilidade, culpa ou desesperança; e pensamentos de autolesão ou suicídio.

[Fonte: Paho]

Hoje se sabe que a depressão não promove apenas uma sensação de infelicidade crônica, mas incita alterações fisiológicas, como baixas no sistema imune e o aumento de processos inflamatórios. Por essas e outras, já figura como um fator de risco para condições como as doenças cardiovasculares.

Sinais e sintomas da depressão

Cansaço extremo

Fraqueza

Irritabilidade

Angústia

Ansiedade exacerbada

Baixa autoestima

Insônia (ou sono de má qualidade)

Falta de interesse por atividades que antes davam prazer

Pensamentos pessimistas

Pensamentos frequentes sobre a morte

Comportamentos compulsivos

Dificuldade para se concentrar

Problemas ou disfunções sexuais

Sensação de impotência ou incapacidade para os afazeres do dia a dia


Fatores de risco da depressão

Histórico familiar

Transtornos psiquiátricos correlatos

Estresse crônico

Ansiedade crônica

Disfunções hormonais

Excesso de peso

Sedentarismo e dieta desregrada

Vícios (cigarro, álcool e drogas ilícitas)

Uso excessivo de internet e redes sociais

Traumas físicos ou psicológicos

Pancadas na cabeça

Problemas cardíacos

Separação conjugal

Enxaqueca crônica

[Fonte: Revista Saúde]


Onde entra a Hipnoterapia nessa história?

José (nome fictício) estava sem emprego, com dois casamentos desfeitos, sem perspectiva de vida futura positiva. E por isso buscou a Hipnoterapia. Com um único mês de sessões curou-se de sua depressão e conseguiu, seguindo um planejamento pessoal relacionado com seus interesses e preferencias, reestruturar sua vida. Ele não conseguiu um emprego, não se casou novamente, mas...a depressão não existia mais. São casos assim que a Hipnoterapia produz. E José - embora aqui seu nome seja fictício, seu caso é real - é apenas um dentre tantos casos atendidos através da Hipnoterapia relativos à questão da depressão.


Você é bem mais do que as condições e situações que utiliza para justificar sua tristeza

A Hipnoterapia lhe ajuda - de si para si mesmo - a perceber que você é bem mais do que as situações entre as quais você se move, e que você tem condições de, através da mudança de postura pessoal, trabalhar suas situações sem a tristeza da qual se cerca ou que lhe cerca (como você preferir chamar). Não é fácil para ninguém reconhecer-se meio a dores e sofrimentos. Mas...é possível. Pois é assim que aqueles que conseguem o fazem.  Ressignificar conceitos sem ofender a inteligência pessoal e natural, transformar sua dor em recursos, ferramentas, degraus de conhecimento, gerando equilíbrio e harmonia pessoais é possível. É assim que a Hipnoterapia atua. E de modo perceptível e tangível nos resultados que você mesmo observa quando dá a si mesmo a chance de descobrir-se a partir de seus próprios valores, geralmente escondidos sob camadas de sofrimento a cada dia menos necessárias.  

Imagem: Pexels
Imagem: Pexels

A depressão é uma das tantas doenças mentais que podem nos afligir se não dedicarmos a nós os cuidados necessários. Raramente - e principalmente quando adoecemos - temos condições de buscar ajuda. Seja por falta de interesse - promovido pela doença em si - ou por falta de conhecimento, comumente nos entregamos à certeza de que chegamos ao fim da linha. Não é verdade. É sempre possível retomarmos - ou iniciarmos - um planejamento pessoal de autoapoio e autoconfiança. 

Independente da idade, da condição cultural ou financeira, todos somos agraciados com a capacidade de tecermos nossas realizações exatamente com o que temos e a partir de onde estamos. E embora isso possa soar "bonitinho", meio demodê, clichê, a grande verdade é que o sol precisa nascer dentro da gente para depois ganhar mundo. Você tem condições para tanto. Acredite. Simplesmente porque é verdade.